Select Page

Mês: outubro 2013

Portas fechadas, e uma janela aberta. Pode chegar!

 (Trata-se de um pedido de desculpas vestido de agradecimento)     Nasci do avesso de um desejo, de uma reprimenda. Nunca soube esperar nada de bom que minha cabeça pudesse realizar. Aos quatro anos, aprendi a ler, sozinho. Aos oito, comecei a desenhar e roteirizar ridículas e curtas estórias de fantasia. As palavras eram soltas dentro de casa, mas escondidas. A escrita sempre veio antes. E eu nunca fui capaz de imaginar até onde ela me levaria. Cheguei a um lugar-momento, sem dúvidas, estranho. Quando comecei o blog, era pura pretensão. Descabimento. Como eu vivia aqui sozinho, deixei de me preocupar com o que pensariam sobre a ficção que eu tentava, com muito sacrifício – Nunca foi fácil escrever, pra mim -, elaborar neste espaço. Mais e mais pessoas chegaram. Entravam no espaço mirrado que construí e diziam: “Eu leio o que você escreve. Recomendo. Meu escritor”. Abraçavam-me sem saber. E eu nunca sabia o que ofertar em troca. Talvez mais contos. Mais autoficção, talvez. Mais pessoas chegavam. Leitores especiais me procuravam. Alguns disseram “Você salvou meu dia”, ou “Chorei litros ao ler o conto tal”. Eu só conseguia me desesperar. Você idolatra o céu claro que cega suas sombras; agora imagina que esse céu cheio de esperança resolve despencar sobre você: algo imensamente lindo que vai te destruir. Foi assim comigo. Um crítico chegou e disse: “Os diamantes...

Read More

Algo mudou ou já estava escrito?

    Você acredita em destino? Realmente é de se pensar. Mas com quem nunca aconteceu um fato incrível a ponto de pensar em obra do destino? Pensar em encontrar alguém e essa pessoa aparecer, ou como uma lei de Murphy ao contrário, onde tudo dá certo como se as coisas fossem alinhadas previamente para acontecer exatamente assim. “Something Changed” é uma canção que trata justamente disso. Jarvis Cocker é não apenas um excelente cantor, mas também é um ótimo letrista, e um cara de muito bom gosto musical. O Pulp – banda do qual é egresso, é uma daquelas bandas que entram pelo coração, justamente porque as músicas tocam esse músculo diretamente. Sonoramente é um encanto. Como eu já disse em outro artigo – “Fronteiras Emocionais”, para uma música emocionar ela precisa ter alguns elementos: refrão lindo, instrumental pomposo e uma grande voz – e é claro, há quem discorde [ainda bem]. E “Something Changed” possui todos esses elementos. Voltando a parte instrumental, o que posso dizer é que é irretocável. Guitarras suaves, acompanhamento também tranqüilo e cordas, no próprio clipe da canção, vê-se ao fundo uma pequena orquestra de violinos que dão esse tom encantador para a canção. Jarvis canta sussurrando, é elegante, têm a convicção britânica de saber o que está fazendo, e esse ar blasé torna a canção ainda melhor.  Isso é o destino: você...

Read More