Guerreiros da Metrópole

Caros. Depois de mais de um mês de ausência, retomarei minhas intervenções neste cada vez mais lido blog colaborativo. A idéia é, nos dois próximos posts, publicar histórias de gente que, como eu, arrisca ou arriscou a vida se metendo, a bordo de uma bike, na guerra do trânsito de São Paulo. Gente que não dá bola para os buracos, para as buzinas, para a poluição e para a falta de interesse generalizada de governo e empresas em estimular o uso das bikes como meio de transporte numa cidade em que a frota de automóveis veículos vem aumentando na mesma proporção em que diminui a velocidade média dos carros – apenas em 2007, houve uma redução de 29 para 27 quilômetros por hora.

 

Continue reading “Guerreiros da Metrópole”

Água Mineral: aprecie com moderação

Água: beba à vontade, porque faz bem à saúde. Quanto à garrafinha, aprecie com moderação. Essa mistura de chavões retrata, um pouco, o atual debate em torno da indústria de água mineral nos Estados Unidos e na Europa. Lá no primeiro mundo esse setor vem sendo duramente criticado por conta dos impactos ambientais do uso de copinhos plásticos e garrafinhas. Nada de novo. Aqui no Brasil, ou ao menos em São Paulo, a água em garrafinhas PET se tornou muito popular. A diferença é que, por aqui, o debate ainda não ganhou corpo.

Continue reading “Água Mineral: aprecie com moderação”

Os carros do futuro – ou o futuro dos carros

Caros leitores desta mal lida coluna. Esta semana reproduzirei uma entrevista com o jornalista Vijay Vaitheeswaran, da revista Economist, co-autor do livro Zoom: The Global Race to Fuel the Car of the Future – em português, algo como "A corrida global pelo carro do futuro". O livro trata de um dilema, descrito com clareza no blog Freakonomics, de onde ‘chupinhei’ a entrevista.

Continue reading “Os carros do futuro – ou o futuro dos carros”

E a São Silvestre virou reliquia

Como já havia avisado anteriormente, vou, mesmo, desviar do tema principal, Cultura e Business em Duas Rodas pra tratar de outro, que, abusando do trocadilho, poderia ser chamado de Cultura e Business em Duas Pernas. Não, não estou falando de deixar o carro em casa para ir trabalhar a pé – isso merecerá um post mais adiante, garanto -, mas das corridas de rua.

Continue reading “E a São Silvestre virou reliquia”

Cultura e business em duas rodas

Bicicletas podem ser um bom negócio, além de gerar empregos, de quebra tornam a cidade um local melhor de se viver. Os Estados Unidos, os criadores do estilo de vida "cada um com o seu carro", surpreendem por poder mostrar ao mundo que eles também andam de bicicleta. Vejamos a realidade de Portland, a capital americana das bikes.

Continue reading “Cultura e business em duas rodas”