Sobre Brasil e Itália…

1-      Primeiro tempo: Seleção ofensiva, rápida, envolvente. Levou um susto no início da partida com o gol de Grosso que, para a felicidade geral dos brasileiros, foi anulado [injustamente, pois o lateral italiano não estava impedido]. Pontos a destacar, fora o arremate do início da peleja, a Itália não mais ameaçou o Brasil. Além de nossa seleção estar jogando em ritmo acelerado, a Itália parecia desconcentrada e desinteressada. Robinho, Elano, Marcelo e Thiago Mello se destacaram pela movimentação, disposição e qualidade técnica. Ronaldinho fez uma boa partida, apesar de ter sido marcado em cima pelos adversários. Maicon esteve um pouco apagado e Adriano, apesar da equipe da Globo em momento algum falar sobre isso, destoava do time pois está nitidamente fora de forma e com uma barriguinha que, convenhamos, não é apropriada para um profissional do futebol e, muito menos para um jogador de Seleção Brasileira…

Continue reading “Sobre Brasil e Itália…”

Um zagueiro mediano por alguns campeões mundiais…

Coisas do Brasil, só para lembrar uma célebre canção de Guilherme Arantes… A equipe de ginástica olímpica [ou artística] do Flamengo foi a algum tempo [no final de janeiro] atrás informada pelo clube que não teria mais apoio e verbas para continuar treinando e competindo. Entre seus integrantes estão atletas que conquistaram importantes láureas neste esporte, como medalhas em campeonatos mundiais, panamericanos, sulamericanos e classificação para finais em Olimpíadas, como Diego Hipólito, Danielle Hipólito e Jade Barbosa.

Continue reading “Um zagueiro mediano por alguns campeões mundiais…”

Critérios para a convocação da Seleção…

Dunga convocou a Seleção Brasileira. Somente jogadores que atuam no exterior compõem a lista para o amistoso com a atual campeã mundial, Itália. Dos 22 convocados, metade atua no calcio, ou seja, no futebol italiano. Novidades na lista? O retorno de Ronaldinho Gaúcho e a convocação de Felipe Melo [volante da Fiorentina, revelado pelo Flamengo]. De resto, mais do mesmo, ou seja, a base de Dunga permanece. Algo a contestar? Sim, sem dúvida… Fico pensando quais são os critérios de Dunga ao elaborar sua lista.

Continue reading “Critérios para a convocação da Seleção…”

Ronaldo no Corinthians: Futebol e Marketing


Ronaldo não é questionável quanto à qualidade de seu futebol se estiver em boa forma física. Mesmo que jogue 30 ou 40% daquilo que sabe é indiscutivelmente superior a 95% dos atacantes que atuam no futebol brasileiro. Sua história já faz com que seja mais do que simplesmente um boleiro. Trata-se de um daqueles ídolos que já tem direito a estátua, menções mais do que honrosas em museus [pude inclusive ver informações sobre o fenômeno no Museu do Futebol, em Sampa, visita obrigatória para todos que são fãs deste esporte bretão], biografia, galeria de melhores lances e mais lindos gols na internet e na televisão… E isto não apenas no Brasil, também no resto do mundo em que o futebol é esporte popular, o que significa dizer aproximadamente 99% das nações conhecidas…


Continue reading “Ronaldo no Corinthians: Futebol e Marketing”

Internacional, Campeão da Copa Sul-Americana


Merecido título do Inter, equipe que nos últimos anos, seguindo o exemplo do São Paulo, parece ter encontrado a fórmula para disputar e ganhar torneios internacionais [Libertadores, Recopa Sul-Americana, Mundial de Clubes e agora a Copa Sul-Americana].

Continue reading “Internacional, Campeão da Copa Sul-Americana”

Mala Preta, Apito Amigo, Reza Brava…


O Campeonato Brasileiro está chegando ao fim. Pelo terceiro ano consecutivo a taça vai para a galeria do Morumbi e ninguém mais tem dúvidas quanto a isso ou ainda existe alguém que acredite ser possível o Grêmio tirar a diferença de 5 pontos obtida pelo São Paulo? Como esta disputa já está resolvida, vamos ao que ainda interessa, ou seja, a disputa pelas vagas restantes rumo a Libertadores e a sobrevivência na Série A.

Continue reading “Mala Preta, Apito Amigo, Reza Brava…”

O Melhor do Mundo


Esta época do ano é bastante interessante para o futebol mundial. Estamos próximos do fim da temporada [Na Europa os campeonatos estão ainda no que chamaríamos por aqui de Primeiro Turno]. Depois da inquestionável conquista da Série B pelo Timão, o Brasileirão parece estar nas mãos do São Paulo. A Seleção, já em entressafra, fecha o ano com uma sonora goleada de 6×2 sobre Portugal. Os críticos de ontem que achavam nosso técnico Dunga uma besta, depois de tantos gols, hoje o chamam de bestial… Nossos rivais argentinos estrearam Dom Diego Maradona como treinador em campos europeus, diante da Escócia, com uma magra vitória por 1×0. E, para completar, estamos em contagem regressiva para a eleição do melhor jogador do mundo em 2008.

Continue reading “O Melhor do Mundo”

São Paulo, rumo ao tri…



Gremistas, palmeirenses, cruzeirenses e flamenguistas de plantão, o São Paulo entrou de vez na parada e, como nos últimos anos, parece estar galopando com vantagem rumo ao título… Do jeito que as coisas estão indo, acho que vou morder a língua, pois no começo do campeonato escrevi que este ano o título iria para uma equipe de outro estado depois de 5 conquistas consecutivas de times paulistas, mas a equipe do Morumbi quer levar o troféu novamente para casa…

 

Continue reading “São Paulo, rumo ao tri…”

O Coringão voltou… O Coringão voltou…


Nem um ano se passou entre a partida entre Corinthians e Grêmio que sacramentou o rebaixamento do Timão e o time mais popular de São Paulo já pode comemorar o retorno a elite do futebol brasileiro. Merecido triunfo. No ano passado – destruído por uma administração que não se interessou nem um pouco pela história, tradição e perspectivas do clube – o Corinthians viveu uma das mais vexatórias situações de sua quase centenária vida, o rebaixamento. O jogo do último sábado [25/10/2008], contra o Ceará, nos mostra outro clube e, nisso repousa a obra que levou a equipe de volta a 1ª Divisão.

Continue reading “O Coringão voltou… O Coringão voltou…”

Que jogão…


Palmeiras e São Paulo resgataram o melhor da tradição futebolística brasileira no último final de semana. Jogaram um partidaço. Treinados por dois craques na beira dos gramados, Muricy e Luxemburgo, os times jogaram para ganhar, foram para a frente, buscaram durante todo o tempo o resultado que lhes garantiria uma melhor posição na tabela, talvez até mesmo a liderança [que poderia ter sido atingida pois o Grêmio, mantendo a tradição, tropeçou na Lusa no Canindé e permitiu que a simpática agremiação paulista saísse da zona de rebaixamento].

Continue reading “Que jogão…”