Corpo existencial e fisioterapia – continuação

Foucault, em seus discursos reflexivos sobre as diversas maneiras nas quais os homens elaboram, na sociedade ocidental, um saber sobre eles mesmos ao longo da história, analisou as várias ciências como entre outros “jogos de verdade”, ciências estas colocadas como técnicas específicas para os homens compreenderem aquilo que são(1).

Continue reading “Corpo existencial e fisioterapia – continuação”

Pensando o Corpo Existencial: fragmentos de estudo

O corpo existencial, como vimos pensando em contribuições anteriores, bem pode ser entendido como uma presença de entremeio – algo que está “entre” a realidade pessoal e a realidade social – ou, mais adequadamente, entre duas subjetividades – a subjetividade própria e uma subjetividade outra.

Continue reading “Pensando o Corpo Existencial: fragmentos de estudo”

Corpo Existencial e Fisioterapia

Em todo procedimento médico, mais ou menos invasivo, está em jogo o funcionamento do organismo, seja para a recuperação de funções, de remediação de sistemas ou emergência onde há risco de morte. Numa tangente, o fisioterapeuta inclui-se nestes aspectos, considerando-se, entre as emergências, o risco do paciente ser ou sentir-se excluído de um grupo, atividade profissional, meio social, projetos pessoais.

Continue reading “Corpo Existencial e Fisioterapia”

Fisioterapia e o corpo existencial

corpoNa última quinzena Vanusa Barboza, fisioterapeuta que pensa sua técnica a partir de um referencial existencial, propôs uma série de questões com as quais espero me haver, dando continuidade a uma longa colaboração mútua, entremeando duas abordagens ao sujeito: a medicina fisioterápica e a terapia existencial* (existencianálise).

Continue reading “Fisioterapia e o corpo existencial”

Que sujeito é esse que procura o fisioterapeuta?

HeráclitoNos mesmos rios entramos e não entramos, somos e não somos, [pois] tudo flui e nada permanece igual [e é] ao mudar que as coisas encontram repouso1 (Heráclito, o Obscuro, 500 a.C.)
Transcender a dualidade mente e corpo na fisioterapia é possível? 

Continue reading “Que sujeito é esse que procura o fisioterapeuta?”

Tatuagem, a escrita na pele como “inscrição”

Tatuagem"A escrita na pele atinge o processo de constituição dos sentidos?"

Com esta pergunta o autor começa uma reflexão sobre a tatuagem. O que é? O que representa para uma pessoa marcar sua pele? Este artigo pretende a investigação sobre o ato de se tatuar, entendido como subjetivo, relacionado a uma busca de sentido pelo indivíduo.

Continue reading “Tatuagem, a escrita na pele como “inscrição””

Fisioterapia e o corpo sofrente

Um fisioterapeuta pode ficar surpreso em descobrir quão importante o relacionamento humano se torna, quando o que foi aprendido como técnica está sendo colocado em prática. Como acontece em toda terapia, o terapeuta recebe um pouco do relacionamento temporário e especial de dependência, amor, desconfiança e até mesmo ódio que o psicanalista chama de “transferência”.
(Winnicott, psicanalista inglês)

Continue reading “Fisioterapia e o corpo sofrente”