Paçocas Amor

p- Esses dias eu comprei este a href=”http://eduardo.macan.eng.br/2008/03/25/ha-coisas-que-nao-deveriam-ser-inventadas/”saco de bala de paçoca/a num semáforo. Achei bem ruim. Quer uma?/pp- Sou contra esse tipo de coisa./pp- Comprar coisas em semáforo?/pp- Não, não. Disso sou a favor. Já comprei de tudo e sempre dá para negociar. O último globo terrestre que adquiri, comprei em um farol do… Continue reading “Paçocas Amor”

Obesidade Mórbida, Humor Negro

p- Olha que ser humano exemplar: a href=”http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1101006-6091,00-MAE+DE+KG+ALIMENTA+BEBES+TRIGEMEOS+COM+FAST+FOOD.html”Mãe de 190 kg alimenta bebês trigêmeos com fast food/a./pp- Que delícia! Como eu queria viver a base de cheddar do MacDonalds./pp- Olha esse trecho: “Foi necessária uma equipe com 68 pessoas e despesas de 200 mil libras (cerca de R$ 650… Continue reading “Obesidade Mórbida, Humor Negro”

Benjamin Button e Seus Miquinhos Amestrados

p- Ontem assisti a a href=”http://www.imdb.com/title/tt0421715/”O Curioso Caso de Benjamin Button/a./pp- Filmão, hein./pp- Gostei também. Mas eu acho que ele precisaria de alguns ajustes para ficar perfeito. /pp- Por exemplo?/pp- Eu trocaria alguns atores. O papel do Brad Pitt, eu daria para o a href=”http://www.funmunch.com/celebrities/actors/vin_diesel/enlarge/vin_diesel_1.jpg”Vin Diesel/a. O… Continue reading “Benjamin Button e Seus Miquinhos Amestrados”

Gente Legal Conectada com Gente Legal

A partir de hoje, este editor e também o site que edito (se não me tirarem do cargo antes) estará iniciando uma jornada verdadeiramente selvagem: iremos adentrar a selva das relações do Homem com o Homem e do Homem com a Natureza.

Fomos convidados a sermos parceiros da Coolmeia, Ideias em Cooperação, iniciativa de cunho altruísta que busca integrar conhecimentos, ferramentas, modelos e ações em busca de soluções coletivas para um mundo melhor.

O texto abaixo foi publicado originalmente na Coolmeia e é um convite informal para que aqueles que se sentirem tocados participem da Comunidade de "pessoas legais" que estão se mostrando cada vez mais conectadas com os problemas do mundo e querem fazer parte da solução e não do problema. Boa leitura.

Há muito tempo atrás eu me questionava: porque afinal de contas, com tanta informação à nossa disposição, ainda assim cometíamos erros banais e insistíamos nos mesmos erros de sempre?

 
A resposta a essa pergunta não é simples e não é uma só.
 
Um dos motivos pelos quais isso acontece é justamente pela SOBRECARGA DE INFORMAÇÃO. Somos atacados de todos os lados por milhares de fontes de dados buscando cada uma sua sobrevivência em nossa consciência. Aparentemente, temos condições limitadas de lidar com este influxo de dados e pouco do que recebemos realmente é internalizado e assimilado pelos seres humanos em suas vidas práticas.
 
Muitos sabemos o quanto um animal sofre durante sua criação e abate para nos alimentar, mas poucos adaptam suas vidas para interromper este ciclo. Muitos conseguem perceber a amplitude das escolhas energéticas que fazem, mas poucos de fato abrem mão do ar condicionado no carro ou no local de trabalho, ou pelo menos falham em reduzir sua utilização.
 
Bem, isto posto: temos um primeiro problema, a sobrecarga de informação, que nos leva a um segundo motivo pelo qual seguimos insistindo nos mesmos erros: um sistema perceptivo avariado.
 
Vivemos em uma época em que não nos é dado tempo para aprender tampouco para explicar. A velocidade assustadora de todas as coisas imprime em cada um de nós – como regra geral – uma mensagem de que precisamos “ler” tudo superficialmente para que possamos assimilar mais, e mais, e mais, e mais coisas…
 
Na verdade, estamos assimilando cada vez menos, e menos, e menos, e menos… Como exemplo, publiquei há alguns dias em meu blog a oferta de enviar gratuitamente alguns DVDs que adquiri do filme Earthlings (Terráqueos) e expliquei no texto que, para receber os DVDs, bastava acessar um link e informar o e-mail. Entretanto, um leitor do blog deixou um comentário dizendo:
 
Gostaria de receber os tres DVDs, qual seria o procedimento?
 
Ou seja, a leitura foi feita com tanta desatenção que acabou por prejudicar o leitor, que não chegou onde queria e, de certa forma, também me prejudicou, pois tive que utilizar do meu tempo para lhe explicar, novamente, sobre como proceder.
 
É importante perceber que me refiro aqui não somente em relação a “leituras” que fazemos de textos escritos, mas de conversas com amigos, professores, programas de tevê e até de anúncios publicitários.
 
O que urge, é uma espécie de Reforma da Percepção, que leve a uma Reforma do Pensamento e, finalmente, à Reforma das Atitudes de que tanto precisamos.
 
E o caminho que sugerimos? Aprendizado e aperfeiçoamento constantes, compartilhamento do que aprendemos com as pessoas que estão à nossa volta, quer seja ativamente ou através do exemplo e prática diária das mudanças que vamos assimilando, aos poucos, uma a uma.
 
Como disse o Denis Russo Burgieman em seu artigo da Vida Simples deste mês, “Não espere que a solução para os problemas do mundo venha dos governos ou das grandes empresas. Ela virá de gente legal conectada com mais gente legal conectada com mais gente legal.”
 
É isso aí Denis. A conclusão a que você chegou ao citar o Re:Vision (um projeto que visa construir coletivamente um quarteirão sustentável em Dallas, no Texas) aplica-se perfeitamente à Coolmeia. Foi assim que ela foi idealizada: como um quanta no espaço e no tempo, uma miríade de TAZes, de Zonas Autônomas Temporárias em que pessoas legais, conectadas com outras pessoas legais conectadas com mais pessoas legais conseguissem, juntas, encontrar as soluções e praticar as ações que de fato mudassem desde já o mundo em que vivemos.
 
Você sente que é por aí também? Então junte-se a nós! Temos muito trabalho a fazer!

Reflorestamento

Vyšehrad e os ecos de uma época antiga

Vyšehrad é uma fortaleza medieval situada na parte sul de Praga, numa colina sobre o Rio Vlatava. A beleza deste lugar é indiscutível e é um dos meus lugares favoritos para visitar em dias ensolarados.

Continue reading “Vyšehrad e os ecos de uma época antiga”

Vários Casamentos e, Se Pans, Um Funeral

p- Meu final de semana está, no mínimo, bem… sei lá, religioso, ecumênico, sincretista./pp- Como assim?/pp- Ontem fui a um enterro. Hoje, vou a um casamento. Amanhã, vou me benzer./pp- Caramba! E vai fazer o que na segunda? Vai a uma encruzilhada vender a alma ao diabo?/pp- Pensei em ir a um batizado. Sobre esse lance de vender a alma, estou pensando em deixar para a sexta-feira. /pp- Bom,… Continue reading “Vários Casamentos e, Se Pans, Um Funeral”

Esquema Médium

p- E esse esquema de médium, hein? Como é que funciona?/pp- Como assim “esquema médium”?/pp- Tipo o Chico Xavier, psicografia, essas coisas. Como é que funciona a parada?/pp- Ah. Acho que entendi a pergunta. Bom, se eu não estiver muito enganado, o caboclo senta em uma mesa, daí vem o espírito, sopra uns negócios na orelha dele e ele escreve. /pp- Que caboclo?/pp- O médium, pô./pp- Ah. Mas esse… Continue reading “Esquema Médium”