• Home  / 
  • Allegro
  •  /  Festas, comemorações e muita dança

Festas, comemorações e muita dança

Pois é, senhoras e senhores,o fim do ano está aí e, com ele, muitas comemorações, festas, risadas, lembranças, músicas, etc.

2008 está chegando ao fim, um ano cheio de acontecimentos, públicos e particulares. Muita gente vai sentir saudade do ano que se despede. Outras tantas pessoas veem nesse fim, um novo começo, querem deixar 2008 para trás e fazer diferente em 2009.

Uma coisa é certa: fim de ano é sempre época de festas, seja natal, seja a virada do ano. É hora de descançar – pelo menos para a maioria – e brindar e cantar e dançar muito.

Existem aqueles que têm certeza do que os aguarda no próximo ano: os erros. Os erros que cometemos neste ano estarão presentes no próximo, e no próximo, e no próximo… Erros que nos levaram a tal crise financeira que estampa todas as capas dos mais importantes jornais do mundo. Erros que nos impediram de realizar algum feito. Erros pessoais. Erros coletivos. Erros.

Mas vá lá, estamos no fim do ano de 2008, estamos em clima de despedida. É nessas horas que surge a tal da tolerância, que leva dos nossos pensamentos, nem que por alguns segundos, todos os erros, falhas e defeitos. E é a partir dessa dose extra de tolerância que surge a velha amiga esperança. A esperança de que tudo um dia possa ser como sonhamos.

Alguns fazem promessas, voltam a fazer planos que, muito provavelmente, não serão cumpridos – ora por falta de vontade ora por falta de memória. Alguns voltam a prometer, assim como fizeram no início de 2008, coisas que até agora não foram cumpridas. Alguns sonham um futuro diferente, alguns sonham fazer a diferença, alguns querem começar com o pé direito, alguns fazem simpatias, alguns rezam, alguns agradecem e alguns apenas desejam que 2009 seja como este mesmo ano que se encerrará.

Pois bem, seja como for, se vai 2008 com aquela sensação de que para sempre quer ficar. Se vem 2009 com a esperança de que será muito melhor. É a primavera chegando ao fim, dando espaço para uma nova estação, na qual tudo se abre outra vez para outros novos passos.

Caro leitor, desejo a você um Feliz Natal, um Ótimo Ano Novo e muitas, muitas festas para comemorar tudo isso. Dance, ria, brinde à vida! Até 2009. Tim-tim!

Au revoir!

About the author

Sara Gobbi