• Home  / 
  • Demografia
  •  /  Cidade verde e sustentável: Ecópoles de Dongtan e Masdar

Cidade verde e sustentável: Ecópoles de Dongtan e Masdar

As cidades são consideradas por muitos como verdadeiras vilãs do meio ambiente e concentram as maiores fontes de poluição e desperdício do Planeta. Algumas pessoas defendem à volta ao meio rural e a reversão da transição urbana que já colocou mais da metade da humanidade vivendo em cidades. Contudo, as cidades podem, cada vez mais deixar de serem problemas para se tornarem solução. Já existem alternativas e projetos de cidades verdes e sustentáveis, ou ecópoles, como as cidades de Dongtan, na China, e Masdar, em Abu Dhabi.

Primeiro exemplo: o governo de Xangai está tentando erguer um projeto inovador em Dongtan, no sentido de  tornar o local uma cidade totalmente ecológica. Localizada na ilha de Chongming, que possui 86 quilômetros quadrados de área, semelhante à de Manhattan, em Nova York. A cidade de Dongtan pretende ser auto-suficiente em energia e água e utilizar somente fontes alternativas e renováveis de energia, como solar, a força dos ventos, além de biogás e de biomassa. O transporte não permitirá os veículos tradicionais à combustão, mas sim bicicletas e motos movidas a bateria ou carros à base de hidrogênio e outras energias alternativas. Apenas 7 minutos de caminhada separarão as casas da infra-estrutura da cidade, como escolas, hospitais e transporte público. Cerca de 80% do lixo deverá ser reciclado e os dejetos processados e reutilizados como adubo.

Segundo exemplo: nos Emirados Árabes, o governo de Abu Dhabi está constuindo a cidade considerada a mais verde do mundo, chamada Masdar (“A cidade fonte” em árabe). A cidade foi concebida para ter: carbono zero, zero de resíduos e a não existência de carros. A eletricidade será gerada por energia solar e eólica, a água será fornecida através de processos de dessalinização e o paisagismo será feito com água residuais produzidas pela cidade. A maioria das ruas da cidade, por exemplo, terão apenas 3 metros de largura e 70 de comprimento para facilitar a passagem do ar e incentivar a caminhada. Segundo os idealizadores do projeto, a construção da cidade de Masdar foi concebida para atender 10 princípios de sustentabilidade:

1)    100% da energia fornecida virá de fontes renováveis;
2)    99% dos resíduos serão reutilizados, reaproveitados ou usados de maneira ecologicamente correta;
3)    O transporte da cidade será inteiramente público e sem emissão de carbono;
4)    Só será usado material ecologicamente correto, como recicláveis e materiais certificados;
5)    Apenas alimentos biológicos e orgânicos farão parte do cardápio de Masdar;
6)    Consumo de água será reduzido em 50% da média mundial e todas as águas residuais serão reaproveitadas e reutilizadas;
7)    Haverá preocupação e cuidado com as espécies (fauna e flora) locais;
8)    A arquitetura integrará os valores locais;
9)    Bons salários e condições de trabalho para todos, conforme definido pelas normas internacionais do trabalho;
10)    Investimentos na qualidade de vida e eventos para todos os tipos de habitantes.

Ainda falta um longo caminho para estes projetos visionários se tornarem realidade e uma referência para as demais cidades do mundo. Mas só a concepção e a tentativa de se construir ecópoles – que pretendem ter emissão zero de carbono – já é um passo à frente, significando uma esperança para que um dia, junto com mudanças culturais e nos hábitos de consumo, possamos ter uma sociedade que tenha como base uma economia urbana verde, limpa e sustentavel.

Referencias sobre Masdar e Dongtan
http://www.energiaeficiente.com.br/tag/masdar/
http://www.masdar.ae/en/home/index.aspx
http://www.youtube.com/watch?v=yWVsi0UtmgI
http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/cidade/conteudo_253920.shtml
http://www.youtube.com/watch?v=wvaCOExhHhE

About the author

José Eustáquio Diniz Alves