Maynard, jazz, Barcelona

E por falar em jazz. Soube que (finalmente) serão traduzidos os quadrinhos Jazz Maynard, que a Dargaud apresenta orgulhosamente. É uma maravilha para quem curte jazz e histórias policiais, nas quais o personagem central, o trompetista Maynard – uma homenagem declarada ao trompetista branco Maynard Ferguson – é um ladrão que vive em Barcelona, no […]

 

Jazz+maynard

E por falar em jazz. Soube que (finalmente) serão traduzidos os quadrinhos Jazz Maynard, que a Dargaud apresenta orgulhosamente. É uma maravilha para quem curte jazz e histórias policiais, nas quais o personagem central, o trompetista Maynard – uma homenagem declarada ao trompetista branco Maynard Ferguson – é um ladrão que vive em Barcelona, no bairro underground El Raval, e, em companhia do amigo Téo, é forçado a conviver com gente corrupta, violência estilizada, escândalos públicos e a problemática social européia como um todo: a intolerância em relação aos imigrantes. Os desenhos de Roger Ibáñez Ugena expressam o jazz, com aquele traço de irregularidades sedutoras, no qual a luz, a sombra e o movimento sublinham significativamente o verdadeiro significado da música. As história ficam a cargo de Raule. Sim, isso mesmo: apenas Raule, ele assina.

Jazz %2BPatrick

Se você quiser saber mais, clique aqui. Para conhecer a Dargaud, clique aqui.

Leia mais em: IPSIS LITTERIS » quadrinhos

About the author

Francisco Grijó

Francisco Grijó, capixaba, escritor, professor de Literatura Brasileira, atual secretário de Cultura de Vitória (ES)