• Home  / 
  • No ângulo
  •  /  A síntese do futebol de hoje: Grêmio campeão do 1º turno do Brasileirão 2008

A síntese do futebol de hoje: Grêmio campeão do 1º turno do Brasileirão 2008

Se a lógica dos últimos campeonatos nacionais se repetir, quando o campeão do 1º turno do Brasileirão se sagrou ao final do torneio o grande campeão nacional, o Grêmio já pode encomendar a faixa, para a tristeza de meu amigo Milton Ribeiro, colorado até o último fio de cabelo…

Essa realidade se firmou com o surgimento do campeonato por pontos corridos, celebrando a fórmula vencedora aplicada em torneios de países da Europa. Considero, pessoalmente, a mais justa entre todas as formas de organização de torneios de futebol. Penso também que por termos campeonatos eliminatórios, ou mata-mata, como a Copa do Brasil ou a Libertadores da América, passamos a admitir e assumir preferências pelo Brasileirão no estilo pontos corridos.

Quanto ao Grêmio, vencedor dessa primeira fase, só tenho a dizer que representa a síntese do futebol de hoje no Brasil e no mundo. É competitivo, toma poucos gols, demonstra eficiência no ataque (anotando pelo menos um gol por jogo), marca de forma a não dar espaços para o adversário, é um time solidário (sem estrelismos, principalmente depois da saída de Roger, ex-Corinthians) e pouco afeito a jogadas estilosas, dribles desconcertantes e fora de hora ou qualquer tipo de malabarismo.

É a celebração do futebol de resultados, a vitória do estilo alemão de jogar bola. Não há mais espaço para o espetáculo. Durante o jogo, os atletas mais habilidosos não têm mais do que uma pequena fração de tempo para articular o seu próximo lance, o que impede ou inibe jogadas bonitas. E não estou falando de firulas…

A lógica da vitória a qualquer preço, mesmo que a base do chutão não dá espaço para times como a Seleção Brasileira de 1982, que tinha tantos craques em campo (como Falcão, Sócrates e Zico). Nem mesmo as equipes de hoje que têm em seus elencos os melhores jogadores do mundo, como o Real Madrid ou o Milan, conseguem ganhar os jogos e torneios que disputam. Os aspectos físicos e táticos se sobrepuseram de tal maneira a técnica (individual ou coletiva) que, a não ser que as equipes que tem os melhores jogadores no quesito técnico (como o Milan) deixem seus atletas literalmente em ponto de bala em termos físicos, a vitória será dos mais fortes, rápidos, altos e taticamente disciplinados, ainda que menos técnicos… Como ocorreu agora, com o Grêmio (sem desmerecer o tricolor gaúcho, que mereceu a conquista parcial e que, surge como favorito para a conquista do caneco) ou em campeonatos recentes em outras esferas, caso do mundial da Alemanha (com a vitória dos italianos) ou o campeonato europeu de 2008 (troféu para a Espanha).
About the author

João Luís de Almeida Machado