7 de setembro de 2018

Não há muito o que se dizer num sete de setembro pós-incêndio do Museu Nacional e pós-atentado contra um candidato a presidente, ainda que este candidato seja um fascista.

Não apenas pelos acontecimentos em si, mas também por causa das reações que suscitaram.

Estamos em maus lençóis.

Resta torcer para que a vindoura guerra civil tenha um número relativamente baixo de danos colaterais.

Boa sorte aos que se farão de soldados. Que vivam em tempos interessantes, como dizem os chineses, porque é isso o que buscam.

Numa página de Elogio da Sombra, de Jorge Luis Borges, está impresso o Fragmentos de um evangelho apócrifo. No versículo 9 lemos: Bem-aventurados os mansos, porque não condescendem com a discórdia. Penso que aqueles que estão armando-se de guerreiros escarnecerão dele porque desde há muito impediram-se de compreendê-lo.

About the author

Marcos Schmidt

Marcos Schmidt é designer gráfico e ilustrador. Vive e trabalha na irremediável cidade de São Paulo.

Leave a comment: