• Home  / 
  • Author's archive:
About the author

Marcelo Guerra

Sou médico, apaixonado por cinema e TV. Na época do vestibular, minha dúvida até o último momento era entre estudar medicina ou cinema. Fiz a escolha certa para mim, porque pude manter meu amor pelo audiovisual no nível da experiência e prazer, e não do estudo formal. http://terapiabiografica.com.br/blog

Share

O que aprendi com o Chef’s Table? Não foi a cozinhar…

By Marcelo Guerra / 15/07/2017

Tenho assistido a série da Netflix Chef’s Table e cada vez acho mais interessante! Não, ela não ensina nenhuma receita. O programa basicamente não é sobre comida, mas sobre carreira. Retrata os chefs mais criativos e bem-sucedidos da atualidade, em suas biografias até o sucesso. É uma coleção de cases de carreiras, e observei algumas […]

Share

…mas ela é esforçada. Sobre o filme Fatima

By Marcelo Guerra / 01/07/2017

O esforço, se não é aplicado a exercícios físicos, é visto como algo menor, como um consolo, uma compensação. Valorizamos a inteligência, a sagacidade, as soluções rápidas. O filme Fatima, dentre outros temas tão importantes na atualidade, fala sobre o esforço. A história de uma imigrante argelina na França, criando duas filhas adolescentes praticamente sozinha […]

Share

O Sentido da Vida

By Marcelo Guerra / 17/01/2008

O sentido da vida apresenta-se de duas formas, uma mais imediata e uma mais transcendental, e ele manifesta-se pela vocação, que é uma palavra derivada da palavra “voz”. A vocação, portanto, é um chamado para uma tarefa a ser realizada no presente, mas que aponta para o futuro.

Share

Namastê

By Marcelo Guerra / 03/01/2008

“O Deus que há em mim saúda o Deus que há em você.” Namastê é uma saudação de origem hindu. Através deste gesto, as pessoas elevam-se acima de suas diferenças e buscam uma conexão com o outro.

Share

O Natal Dentro de Mim

By Marcelo Guerra / 17/12/2007

O Natal é a comemoração do aniversário de Jesus Cristo. Hoje este significado se diluiu muito nos apelos publicitários, e é muito mais a comemoração dos presentes e da ceia. Até aí, tudo bem, afinal estaremos comendo junto com pessoas que amamos e trocando presentes com elas. Por que precisa ser tão estressante?