• Home  / 
  • Author's archive:
About the author

Paulo Abreu

Share

Psicoterapia infantil em contexto: quem é o cliente?

By Paulo Abreu / 11/03/2008

Por que muitas vezes os pais procuram terapia para seus filhos? Esse fato parece estar relacionado a uma maior aceitação dos trabalhos de psicologia em geral, pela divulgação de termos psicológicos no âmbito leigo e principalmente pelas dificuldades que inúmeras famílias têm encontrado em educar seus filhos em um ambiente tão distintos do qual foram […]

Share

Suicídio: um fato escondido na vida de muitos

By Paulo Abreu / 03/03/2008

O tema dessa semana não é nada agradável, mas ainda assim importante de ser abordado. Com esse texto pretendo inaugurar uma fase em que vou relatar com um pouco mais de detalhes as aplicações da análise comportamental clínica. Falarei sobre a depressão, transtorno obsessivo-compulsivo, transtorno do pânico, problemas de casais, trabalhos com a psiquiatria, dentre […]

Share

Técnicas e Terapia Comportamental: passado e presente

By Paulo Abreu / 29/01/2008

Qual o papel das técnicas comportamentais tão enaltecidas pela psiquiatria clínica, pelas terapias cognitivo-comportamentais, e é claro, pela própria terapia comportamental. É fato que as pesquisas já provaram há muito sua efetividade em casos de Transtorno Obsessivo-Compulsivo, Fobias Específicas, Transtorno do Pânico, dentre outros. Mas como a moderna terapia comportamental hoje equaliza seu emprego na […]

Share

Terapia Comportamental muda a personalidade das pessoas?

By Paulo Abreu / 21/01/2008

Passando em uma banca de revistas vi uma revista de grande circulação que anuncia como matéria principal o tema da personalidade. Quanta bobagem! Eu ainda sou idealista e tendo a acreditar no tempo em que os brasileiros irão recorrer a especialistas da área quando desejarem aprender algo sobre determinada ciência. Como consumidor de informação técnico-científica, […]

Share

Existe profundidade de análise e intervenção na Terapia Comportamental?

By Paulo Abreu / 24/12/2007

Freqüentemente tenho ouvido de alguns colegas psicólogos não-analistas do comportamento comentários sobre a terapia comportamental de que ela não é profunda, ou seja, não foi desenhada para atentar para os problemas existenciais mais próprios do ser humano. Interessante notar que essas mesmas pessoas têm me encaminhado seus clientes mais difíceis por não terem tido êxito […]