All posts in "Ronda Noturna 2.0"
Share

Notas sobre uma missa negra

By Marcos Schmidt / 04/08/2017

Em menos de dois anos, duas missas negras foram perpetradas pelo Congresso brasileiro: certamente ninguém ataca a democracia brasileira com tanta ferocidade quanto os três poderes da República. Mas esses dois últimos espetáculos são notáveis por outros aspectos que não o resultado em si mesmo. Algumas notas: Sobre as imagens: que espetáculo dantesco, diria Castro […]

Share

Punk x Igreja Universal

By Marcos Schmidt / 28/07/2017

O que é o punk? Faço a pergunta a meus amigos que percebo simpáticos à causa. Pergunto de outro modo, na verdade: O punk é imagem? Claro que não – respondem – a imagem é parte da ideologia, mas o punk é muito mais do que isso. O punk é música? Não! É muito além […]

Share

O espírito de Goebbels está entre nós

By Marcos Schmidt / 21/07/2017

Consta que esta fotografia foi tirada logo após Goebbels ser informado de que o fotógrafo era judeu. Há outras versões da história. A mais provável é que Goebbels soubesse quem era o fotógrafo, Alfred Eisenstaedt. Até então, o ministro da propaganda nazista entabulava, sorridente, uma conversa com os presentes no jardim do Hotel Carlton, em […]

Share

As palavras, a biografia e a imagem

By Marcos Schmidt / 14/07/2017

Ezra Pound chama de fanopeia a imagem que o texto poético produz na mente do leitor. Lemos um verso. Ao fazê-lo, ouvimos sua melodia e seu ritmo, apreendemos algumas das ideias ali contidas, e criamos uma imagem. É, sem dúvida, um ato mágico: a palavra, que é som, transmutando-se em ideias e imagens. Thomas Bernhard, […]

Share

Da máscara mortuária ao selfie

By Marcos Schmidt / 08/07/2017

Esse est percipi (ser é ser percebido) George Berkeley   O leitor há de me perdoar caso o assunto se lhe pareça mórbido ou de gosto duvidoso, mas tratar das coisas do nosso passado distante pode, quem sabe, iluminar um pouco a escuridão dos nossos dias. É Regis Debray quem afirma que a primeira experiência […]

Share

As imagens que nos cercam

By Marcos Schmidt / 01/07/2017

Vivemos num mundo saturado de imagens. São imagens impressas. Nas revistas, nos livros, nos panfletos publicitários, nas fotografias emolduradas pregadas à parede, nos porta-fotos colocados sobre a mesa do escritório. Os mais afortunados possuem imagens originais penduradas nas paredes: são pinturas, são gravuras, são desenhos, são fotografias mais uma vez. E quando saímos à rua, […]

Page 4 of 4