Embotamento

O que me preocupa, nessa história toda, é o embotamento mental, ou intelectual, dos bolsominions. Não que antes já não fosse assim, mas agora exacerbaram. Senão, vejamos:

1. Quem não é a favor dos discursos do Bolsonaro, é comunista ou petista, o que para eles dá no mesmo.

Ante a evidência de que tenham poucos neurônios no cérebro, seria demais esperar que entendessem que o espectro político à esquerda vai muito além de ser petista ou comunista, tanto quanto o especto à direita não é feito somente deles. Isso sem falar do centro, situação, essa sim, de uma total incapacidade de entendimento.

São limitados, embotados. Acreditaram que o ódio ao PT ou aos comunistas resolveria o problema do país. Agora, com o coronavírus, o fenômeno se agudiza. Basta uma menção a que Bolsonaro mais atrapalha do que ajuda na solução do problema e uma enxurrada de acusações aos governos do PT aparecem.

Se a economia vai ficar mal e teremos uma grande recessão, culpa do PT que não fez nada nos seus governos. Não temos capacidade no sistema de saúde? Culpa do PT que não fez nada nos seus governos.

Apontam culpa em tudo. Só não fazem o que deveriam fazer: apontar soluções efetivas. Pudera que não o façam. Afinal, somos comandados por quem?

2. O coronavírus é produto da ditadura comunista chinesa.

Não sabem como resolver o problema do Brasil, mas são ágeis em apontar a ditadura comunista chinesa como a grande culpada. Elaboram, até, rebuscadas teorias da conspiração, apontando que o coronavírus é a cereja do bolo de um grandioso plano chinês para dominar a economia do mundo.

Esquecem que a China já é a maior economia mundial e que em breve vai ultrapassar os EUA. Sem precisar do coronavírus. Esquecem que a China, no mesmo período que o Brasil teve, deixou de ser um país miserável para se tornar a segunda maior economia do mundo. E o Brasil o que fez nesse período? Engordou as burras dos mesmos de sempre. Bancos, grandes empresários e corruptos.

Ops, olha o PT aí de novo. A culpa é dos petistas e comunistas que roubaram a riqueza do país. A neura com a China é tão grande, que o filhote presidencial se arvorou o direito de falar asneiras como se fosse representante do povo ou do governo. E, pior, aplaudido por um séquito de embotados.

A China cometeu erros no trato da epidemia? Certamente. Assim como a Itália, a Espanha, a França, a Inglaterra, os EUA e o próprio Brasil. Só para citar alguns. Mas daí dizer que tudo não passa de plano do Partido Comunista Chinês para dominar o mundo…

3. Cinco a sete mil velhinhos que morram é um pequeno efeito colateral que devemos suportar para não prejudicar a economia.

Beleza. Não devemos quebrar a economia. Todos os países sabem disso. Não é privilégio dos brasileiros ter esse conhecimento.

A pergunta que não quer calar é: o que o governo efetivamente está fazendo para ajudar a economia, além de medias provisórias que só favorecem empresários, sob a alegação de que estão protegendo o trabalho? NADA. Assim mesmo, em maiúsculas.

E que não digam que R$200,00 resolve o problema. Que não digam que o Brasil é pobre, que o governo não tem dinheiro. Dinheiro tem sobrando, basta tomar as medidas certas.

Certamente não fará, pois significaria bancar o Robin Wood, tirando de quem tem para dar a quem não tem. E isso os donos da burra, que são os que verdadeiramente mandam no país, não vão deixar. Afinal, colocaram Bolsonaro no governo justamente para terem seus interesses protegidos.

Ou será que o Bolsonaro acredita que se elegeu graças as suas capacidades políticas, ou a sua inteligência, ou, mesmo, por ter demonstrado que seria o grande estadista que o Brasil está precisando? Noventa por cento dos eleitores são os embotados pelo ódio ao PT; os outros dez são a classe que precisava de alguém para manter seus privilégios.

É possível resolver a crise sanitária ao mesmo tempo que resolvemos a crise econômica. Basta ter uma coisa muito simples, mas que falta ao presidente e aos seus: vontade política.

Felizmente, o que vemos são governadores e prefeitos tomando a frente das ações. E, claro, criticados pelo capitão.

Temos um governo federal embotado. Esse é o pior vírus que poderíamos ter nesse momento.

About the author

Luiz Afonso Alencastre Escosteguy

Apenas o que hoje chamam de um idoso. Parodiando Einstein, só uma coisa é infinita: a hipocrisia. E se você precisou saber meu "currículo" para gostar ou não do que eu escrevo, pense bem, você é sério candidato a ser mais um hipócrita!

Leave a comment: